Comentários Homiléticos

10º DOMINGO COMUM Por Dom Emanuel Messias de Oliveira 10/06/2018 - Atualizado em 21/05/2018 10h31

A+ a-

1ª LEITURA - Gn 3,9-15
Nos versículos anteriores, a serpente seduz a mulher, e mulher e homem comem do fruto proibido. No texto de hoje temos o julgamento de Deus com um interrogatório sobre o homem e a mulher, e a condenação da serpente. O autor é do tempo de Salomão (971-930 a.C.) e está fazendo uma crítica à atitude política de Salomão que desprezando a Lei de Deus levou o povo à escravidão. Não se trata de uma iluminação do autor sagrado sobre o que aconteceu com o primeiro casal humano. É antes uma reflexão, sob inspiração divina, que o autor sagrado faz sobre o caos social criado pela política do rei Salomão, que deixou os critérios de Deus para agir segundo seus próprios critérios egoísticos. Quer mostrar que a raiz dos males do seu tempo se esconde na desobediência à vontade de Deus e na ânsia do homem e da mulher de decidirem, à revelia de Deus, o que é bom e o que é ruim. A “SERPENTE” continua a colocar nas mãos do homem e  da mulher hoje, o fruto proibido, quando os seduz com esta falsa liberdade: “Você Decide”!

Na pós-modernidade em que vivemos, além do relativismo generalizado, temos o subjetivismo religioso. Cada um adapta a si mesmo um modo religioso que lhe convém  e assume a postura de legislador para si mesmo. “COMER DO FRUTO PROIBIDO” é colocar sua vontade acima da vontade de Deus expressa nos mandamentos. Agora é você que define o que é bom, e o que é ruim no lugar de Deus! As perguntas que Deus faz vão logo ao cerne da questão, revelando ao ser humano a razão de sua nudez, de sua fuga, de seu medo. Ele seguiu a voz da “SERPENTE” e não à de Deus: Ele comeu do fruto proibido, ou seja, desobedeceu a Lei de Deus para se tornar maior do que o próprio Deus. A serpente simboliza toda a maldade que escraviza as pessoas, toda autossuficiência arrogante e gananciosa, que está dentro de nós e quer ditar os critérios do bem e do mal no lugar de Deus. A serpente é a voz que grita dentro de você. “Você Decide”! Quando Deus amaldiçoa a serpente, é tudo isso que Deus amaldiçoa, ou seja, o mal, a arrogância, o orgulho, a desobediência, a autossuficiência. O desejo insaciável de “TER”, de “PODER”, e de “PRAZER” (os 3 ídolos modernos) leva à vivência de um mundo cão, em que ninguém assume a responsabilidade de seus próprios erros, mas joga a culpa sobre os outros: foi a mulher. .. foi a serpente. O v. 15 porém aponta para a esperança de um mundo novo. A descendência da mulher - Jesus - trará a vitória sobre a serpente com o evangelho da salvação. Jesus vai fundar uma família nova, na qual vai reinar a solidariedade para o bem.

2ª LEITURA - 2Cor 4,13-5,1
Os versículos anteriores falam das tribulações do apóstolo por causa do anúncio da Boa Nova da Salvação. Aqui, Paulo fala da ESPERANÇA CRISTÃ E DA RENOVAÇÃO INTERIOR. Ele apresenta DOIS MOTIVOS da esperança. O PRIMEIRO é o anterior à nossa leitura. Está nos versículos 11 e 12. À medida que os missionários vão sacrificando suas vidas por Jesus é que a vida de Jesus vai transparecendo na vida deles. Os missionários são como a semente lançada por terra; só geram vida através do próprio sacrifício. O SEGUNDO é a RENOVAÇÃO INTERIOR. Ele diz que não desanima, não perde a esperança, porque ele tem a consciência de que, à medida que o homem exterior caminha para a destruição, O HOMEM INTERIOR SE RENOVA DIA A DIA. Imagem bonita! Faz-me lembrar do casulo e da borboleta no seu processo de transformação. Quem se fixa apenas no visível não capta a dimensão interior da vida. As coisas visíveis são passageiras e, embora as tribulações desta vida pareçam pesadas, pesam muito pouco diante do peso eterno de glória reservado aos que mantém viva sua fé e sua esperança. A última imagem é a da TENDA. Os beduínos estavam sempre desfazendo suas tendas para avançar deserto a dentro. Nós também neste mundo não temos morada definitiva. Quando a tenda do nosso corpo se desfizer, nós receberemos das mãos do próprio Deus uma morada definitiva, uma morada eterna nos céus. É interessante que Paulo não fala de corpo e alma, mas de homem exterior e homem interior, morada terrestre, morada eterna. O homem não se divide em corpo e alma, mas é uma unidade indivisível.

EVANGELHO - Mc 3,20-35
Tive a curiosidade de contar quantas vezes aparece o verbo dizer no evangelho de hoje. Conte para você ver. Parece que o evangelista quer salientar aqui o que o povo anda dizendo de Jesus. Jesus toma posição e funda uma nova família.

1. O QUE ANDAM DIZENDO OS PARENTES DE JESUS?
A “casa” de Jesus anda cercada de carentes, aleijados, doentes etc. É nesse meio que Jesus se sente “em casa”. Mas os parentes de Jesus não o compreendem, não conseguem entender sua ação libertadora. Eles diziam que Jesus estava fora de si, e queriam agarrá-lo, ou seja, impedir a realização de seu projeto libertador.

 2. O  QUE ANDAM DIZENDO OS DOUTORES DA LEI?
Eles vinham de Jerusalém, centro da oposição ao projeto de Jesus. Eles diziam que Jesus está possuído por Beelzebu e que é pelo chefe dos demônios que ele expulsa os demônios. Duas fortes acusações a Jesus, a de seus parentes carnais e a de sua família religiosa.

3.JESUS RESPONDE COM TRÊS IMAGENS
Nas duas primeiras, ele diz que o reino, ou a família de Satanás, não pode brigar contra si mesma, pois assim ela seria destruída. A 3ª é a do assalto à casa. É Jesus que é o homem forte, que amarra Satanás e rouba-lhe os seus bens. Satanás é o chefe supremo dos demônios. Os bens de Satanás são as pessoas oprimidas, despersonalizadas e marginalizadas pelo sistema social, político e religioso da época. Na verdade, estas pessoas foram aprisionadas por Satanás e Jesus vem libertá-los.

4.O PECADO CONTRA O ESPÍRITO SANTO
É o pecado de não aceitar que é o Espírito Santo quem atua em Jesus. É não aceitar sua libertação física e espiritual através da doação de sua vida e do perdão. É fechar-se em si mesmo e não querer ser perdoado por Jesus. É não acreditar na força e no poder de Jesus.

5. A NOVA FAMÍLIA DE JESUS
Jesus rejeita aqueles que querem estar ligados a ele apenas pelo parentesco de sangue, ou de nacionalidade ou de religião. Ele funda uma nova família, constituída daqueles que estão AO REDOR DELE, daqueles que têm a coragem de passar DO LADO DE FORA para o LADO DE DENTRO, ou seja, para dentro do seu projeto libertador dos pobres e oprimidos. É essa a vontade de Deus, e só quem se dispõe a fazer a vontade de Deus é que faz parte da nova família de Jesus. Será que todos os que frequentam a Igreja fazem parte da nova família de Jesus?

voltar
Receba artigos e notícias da CNBB Leste 2 Cadrastre seu e-mail...
Av. João Pinheiro, 39, 2º andar
Boa Viagem, Belo Horizonte - MG
30.130-183   Trace sua rota...


+55 (31) 3224-2434  -  3224-0017
© 2014 - 2017 CNBB Regional Leste 2 - Todos os direitos reservados.