Notícias

Dom Darci inicia ministério pastoral como administrador apostólico na diocese de Guanhães Por Texto: Pascom Diocesana de Guanhães / Foto: Assessoria de comunicação da arquidiocese de Diamantina 02/08/2018 - Atualizado em 02/08/2018 13h52

Dom Darci inicia ministério pastoral como administrador apostólico na diocese de Guanhães
A+ a-

Depois de acolhido pelo Papa Francisco o pedido de renúncia de dom Jeremias Antônio de Jesus ao governo pastoral da diocese de Guanhães, (MG), o santo Padre nomeou como administrador apostólico da mesma diocese, o arcebispo metropolitano de Diamantina, dom Darci José Nicioli, CSsR, em 4 de julho deste ano.

Em celebração solene na Catedral de São Miguel, em Guanhães, diante do Colégio de Consultores, do clero diocesano de Guanhães, do bispo de Araçuaí (MG), dom Marcello Romano, padres da arquidiocese de Diamantina, seminaristas, autoridades civis da região e de uma multidão de fiéis, dom Darci foi apresentado e, oficialmente, iniciou seu trabalho pastoral na diocese de Guanhães no dia 31 de julho de 2018.

Padre Rafael Salomão, representante dos presbíteros, deu as boas-vindas a dom Darci; na sequência, dom Darci recebeu o abraço de todos os presbíteros; padre Saint-Clair, chanceler, leu o documento do Papa o qual nomeou dom Darci para a missão de administrador apostólico da diocese de Guanhães.

Em sua homilia, dom Darci levou a comunidade a refletir que “somos Igreja Santa e pecadora”; “Deus nunca nos falta”; “se Deus é por nós, quem será contra nós?”; “tudo acontece porque Deus quer... quando os ventos são contrários, que atitude tomamos?” Ele enfatizou que há pessoas que sabem do pecado, acolhem as provações como purificação e não como castigo, reconhecem o erro e isso é atitude de quem crê; que não há pecado sem perdão e também somos chamados a perdoar. “Deus nos livre de cultivar o joio; nossa missão é anunciar a Boa Nova de Jesus, por isso, não olhemos para trás a não ser para perdoar (...) a humildade nos faz parecidos com Deus”.

Dom Darci exortou a todos, ministros ordenados e fiéis leigos e leigas, a fazerem com que o Reino de Deus aconteça “aqui e agora”, pois precisamos nos tornar Igreja Mensageira. “Deus nos livre de não perdoar”, disse ele. Falou também sobre a atual situação social, política e econômica pela qual o país passa e responsabilidade de cada cristão sobre sua missão na Igreja e no mundo.

Ele fez uma breve retrospectiva da história dos 33 anos de caminhada pastoral da diocese, bispos e administradores que por aqui passaram.

A ata de início dos trabalhos do administrador apostólico da diocese de Guanhães foi assinada por dom Darci; pela prefeita de Guanhães, Dóris Campos Coelho; pelo vigário geral, padre José Aparecido de Pinho; padre Tadeu do Rosário Pereira, diácono André Eleutério Lomba e pelo chanceler padre Saint-Clair Ferreira filho, após ter sido lida.

Dom Darci agradeceu a cada um que participou desse histórico momento; ressaltou o importante trabalho que cada um desempenha para que o Reino de Deus, de fato, seja realidade. Destacou a importante missão cumprida pelo padre Itamar, que há 60 anos foi ordenado, 13 servindo a diocese de Guanhães, e retorna à sua terra Araçuaí.

Breve histórico de Dom Darci
Nascido em 1º de maio de 1959, em Jacutinga (MG), dom Darci José optou pela vida religiosa redentorista aos 13 anos de idade. Fez o ensino médio no Seminário Santo Afonso, em Aparecida (SP), e foi ordenado padre em sua cidade natal. Logo depois, foi para Roma e cursou Teologia Dogmática no Pontifício Ateneu Santo Anselmo. De volta ao Brasil, exerceu inúmeros serviços na Província Redentorista de São Paulo.

De 1997 a 2005, trabalhou como ecônomo do Santuário Nacional de Aparecida. Em 1999, idealizou a Campanha dos Devotos. Em 2005, retornou a Roma na função de reitor da Casa Geral da Congregação do Santíssimo Redentor e do Santuário Internacional de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, ali permanecendo por três anos.

Em dezembro de 2008, foi nomeado reitor do Santuário Nacional. No dia 14 de novembro de 2012, o Papa Bento XVI nomeou-o Bispo Auxiliar de Aparecida. Em abril de 2015, foi eleito Presidente da Comissão Episcopal Pastoral para a Comunicação da Conferência Nacional dod Bispos do Brasil. No dia 9 de março de 2016, foi eleito arcebispo de Diamantina (MG) e tomou posse no dia 22 de maio do mesmo ano, na Catedral de Santo Antônio.

 

voltar
Receba artigos e notícias da CNBB Leste 2 Cadrastre seu e-mail...
Av. João Pinheiro, 39, 2º andar
Boa Viagem, Belo Horizonte - MG
30.130-183   Trace sua rota...


+55 (31) 3224-2434  -  3224-0017
© 2014 - 2017 CNBB Regional Leste 2 - Todos os direitos reservados.