Carregando busca...
+55 (31) 3224-2434  -  3224-0017

Notícias

Diamantina celebra 100 anos como Arquidiocese e 150 anos do Seminário Arquidiocesano “Arquidiocese de Diamantina: Fé, História e Missão” Por Assessoria de comunicação da Arquidiocese de Diamantina 10/07/2017 - Atualizado em 10/07/2017 13h55

Diamantina celebra 100 anos como Arquidiocese e 150 anos do Seminário Arquidiocesano
A+ a-

A Arquidiocese de Diamantina (MG) se prepara para celebrar 100 anos de elevação à Arquidiocese e 150 anos do Seminário Sagrado Coração de Jesus. As comemorações terão início na próxima sexta-feira, 14 de julho, com Missa Festiva na Catedral Metropolitana, presidida pelo arcebispo, dom Darci José Nicioli. A programação do Jubileu Arquidiocesano se estenderá ao longo de um ano. Nesse período, diversas celebrações, shows, atividades culturais e esportivas serão realizadas. Os 34 municípios e as 55 paróquias que integram a Arquidiocese de Diamantina se preparam para vivenciar este histórico momento de fé dessa Igreja Particular.

A missa festiva será celebrada na Catedral de Diamantina e terá início às 19h. Logo após a celebração, a partir das 21h, haverá show com a cantora e apresentadora do programa “Aparecida Sertaneja”, da TV Aparecida, Mariangela Zan e sua Trupe. O show será realizado na Praça da Catedral, Centro Histórico de Diamantina.

A artista
Mariangela Zan, cantora e violonista, é filha do acordeonista e compositor Mario Zan e uma estudiosa do cancioneiro popular brasileiro e em especial da música raiz caipira. Sempre teve interesse pela música, pois cresceu no meio de músicos e compositores. Aos 13 anos de idade, começou a fazer backing-vocal nos shows e bailes de seu pai, por todo o Brasil. Aos 15 anos, assumiu oficialmente o vocal da banda, interpretando canções de autoria de seu pai e de outros compositores, até 2006, quando Mário Zan faleceu.

Desde janeiro de 2016, Mariangela divide-se entre seus shows por todo Brasil e a apresentação do programa “Aparecida Sertaneja”, da TV Aparecida, que vai ao ar, todas as terças-feiras, às 20h30.

Histórico - Diocese de Diamantina
Criada pela Bula Pontifícia Gravissimum Sollicitudinis do papa Beato Pio IX, no dia 6 de junho de 1854, tendo sido desmembrada da Arquidiocese de São Salvador, na Bahia, e da Arquidiocese de Mariana – MG. É uma das 12 primeiras dioceses do Brasil, criada no tempo do Império, antes da proclamação da República.

Na época, quando havia a união Igreja-Estado, para se criar uma diocese, era necessário um Decreto do Imperador. A autorização foi dada pela Lei Civil, nº 673, de 10 de agosto de 1853, sendo executada em 1854.

Arquidiocese e Sede Metropolitana
Elevada em 28 de junho de 1917, pela Bula Quandocumque se preabuit do papa Bento XV.

A Igreja Particular de Diamantina e seus bispos
A importância da Igreja Particular de Diamantina e de seus bispos, bem como sua presença na vida da sociedade local e nacional fizeram com que fosse elevada à categoria de arquidiocese, em 28 de junho de 1917, sendo a segunda arquidiocese de Minas Gerais.


Cronologia dos bispos
Dom João Antônio dos Santos => 1º Bispo => 1863 – 1905
Dom Joaquim Silvério de Souza => 2º Bispo e 1º Arcebispo => 1905 – 1933
Dom Serafim Gomes Jardim => 2º Arcebispo => 1934 – 1953
Dom José Newton de Almeida Batista => 3º Arcebispo => 1954 – 1960
Dom Geraldo de Proença Sigaud => 4º Arcebispo => 1961 – 1980
Dom Geraldo Majela Reis => 5º Arcebispo => 1981 – 1997
Dom Paulo Lopes de Faria => 6º Arcebispo => 1997 – 2007
Dom João Bosco Óliver de Faria => 7º Arcebispo => 2007 2016
Dom Darci José Nicioli => Arcebispo Atual => 2016


Seminário Arquidiocesano – Sagrado Coração de Jesus
Neste mesmo ano, 1917, o Seminário Provincial Sagrado Coração de Jesus, comemorava 50 anos, desejado pelo primeiro bispo, dom João Antônio dos Santos, foi criado em 1867. Sob o patrocínio deste coração misericordioso os primeiros padres da arquidiocese foram formados, podendo desfrutar da espiritualidade diocesana e lazarista a Eucaristia vivida e celebrada na Basílica, em estilo neogótico, dedicada ao Sagrado Coração de Jesus ajudava aos jovens seminaristas trilharem o seu caminho.

A presença de bispos preocupados, e engajados, com a realidade na qual estavam inseridos, doando a sua vida totalmente por esta Igreja no centro-norte de Minas Gerais deixou as suas marcas no campo da evangelização, cultura, campo criativo (obras sociais), educação, religiosidade e formação de sacerdotes.

Serviço:
Abertura do Ano Jubilar – Arquidiocese de Diamantina/MG
Data: 14 de julho de 2017
Local: Catedral Metropolitana da Sé e Praça da Catedral
Endereço: Praça da Catedral – Centro Histórico de Diamantina/MG

Confira a programação oficial do Ano Jubilar da Arquidiocese de Diamantina, clique aqui.

 

Informações: 
www.arquidiamantina.org.br 
(38) 3531-1094

 

voltar
Receba artigos e notícias da CNBB Leste 2 Cadrastre seu e-mail...
Av. João Pinheiro, 39, 2º andar
Funcionários, Belo Horizonte - MG
30.130-180   Trace sua rota...


+55 (31) 3224-2434  -  3224-0017
© 2014 - 2017 CNBB Regional Leste 2 - Todos os direitos reservados.