Carregando busca...
+55 (31) 3224-2434  -  3224-0017

Artigos dos Bispos

Quaresma e o cuidado com a criação

Dom José Alberto Moura

Arcebispo Metropolitano de Montes Claros

veja todos os artigos

03/03/2017 - Atualizado em 03/03/2017 11h08

A+ a-

Nesta quarta-feira de cinzas iniciamos a quaresma, tempo de quarenta dias em preparação à festa da Páscoa da ressurreição de Jesus: tempo estimulador e propício para revermos nossa caminhada de fé, com os valores da cidadania e do Evangelho assumidos de modo responsável, transformador de nossa conduta e realização do projeto de Deus para a humanidade.

Como fazemos há décadas, a Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) nos apresenta o tema da Campanha da Fraternidade para este ano, vivenciado de modo especial durante o tempo quaresmal para melhor relacionarmos a fé com a vida no planeta: “Fraternidade: biomas brasileiros e defesa da vida”. O lema nos lembra o cuidado que devemos ter com a criação  divina: “Cultivar e guardar a criação”. De fato, para assumirmos nossa fé em Deus é preciso praticar o que Ele nos pede. Temos conhecimento disso através da consciência dos valores humanos e da revelação feita por Deus através de seu Filho, conforme a explicitação bíblica e os ensinamentos que os Apóstolos receberam dele.

A fé nos leva a colocar em prática nossa realidade de seres humanos criados à imagem e semelhança de Deus: assim como Ele criou o universo e cuida de tudo com perfeição, somos encarregados de cuidar da terra com amor e carinho. Nosso planeta é de Deus. Somos seus cuidadores. Os biomas são verdadeiros dons a serem preservados e utilizados dentro dos parâmetros da racionalidade, sem degradação nem ganância. Sofremos as consequências do uso predatório das matas, dos minérios, das águas, do ar...  O uso dos bens da natureza de modo egoísta faz com que poucos detenham a maior parte das riquezas com desproveito e injustiça para com grandes parcelas. Em muitos lugares falta água porque o ser humano cortou grande parte das matas ciliares de modo predatório e irracional. Mineradoras poluem, degradam a natureza e provocam poluição social, além do grande uso da água já pouca em determinados lugares. A monocultura, como o plantio de eucalipto em áreas já muito secas, cooperam com o uso da terra em desproveito do meio ambiente.

O tema e o lema desta Campanha nos ajudam a colocar a mão na consciência para vermos e revermos se estamos realmente nos comprometendo por obedecer o projeto do Criador de fazer esta terra promotora da vida de qualidade para todos. Não podemos pensar que somos pessoas de fé só quando nos dirigimos a Deus na oração. Aliás, esta é de essencial, mas precisa  dar-nos força para nos comprometermos em cuidar da convivência humana e do planeta com verdadeira justiça e fraternidade. Caso contrário, nossa fé é morta porque não dá vida e não é produtiva. Por isso, a quaresma nos propicia mais unir fé e vida consequente da mesma. O próprio agronegócio, quando usado com a irracionalidade do desmatamento indiscriminado e concentrador de riquezas para poucos, não preserva o meio ambiente, destruindo os biomas, que são fonte de vida.

O texto distribuído pelas Paróquias para as reuniões de famílias e comunidades, com o tema da Campanha da Fraternidade, é um instrumento eficaz para a vivência da quaresma para seus usuários.

voltar
Receba artigos e notícias da CNBB Leste 2 Cadrastre seu e-mail...
Av. João Pinheiro, 39, 2º andar
Boa Viagem, Belo Horizonte - MG
30.130-183   Trace sua rota...


+55 (31) 3224-2434  -  3224-0017
© 2014 - 2017 CNBB Regional Leste 2 - Todos os direitos reservados.